O apanhador no Campo de Centeio

O autor do livro J.D. Salinger morreu ontem aos 91 anos.
Ainda lembro do dia que peguei esse livro na mão e li, eu tinha 18 anos, um ano a mais que o personagem da história e me identifiquei muito com o que ele vivia. 
O personagem Holden Caulfield, repetiu de ano num internato só pra filhos de gente imporatante e foi trazido de volta pra casa. Em casa reflete sobre a família, os pais, o futuro, encontra a irmã, um ex-professor e uma ex-namorada, e faz muitas divagações, tudo numa linguagem coloquial e com alguns palavrões, algo impensável no ano de 1951, ano que o livro foi lançado.

E porque este livro revolucionou? 
Porque até então não existia literatura jovem, não existia a "Cultura Jovem", os jovens não eram levados a sério pelos adultos e eram seres completamente ignorados na sociedade. 

E assim, o livro ganhou status de Cult e influenciou vários artistas, como Eddie Vedder na música In Hiding, do Pearl Jam, onde ele tenta achar a casa do recluso escritor do livro. A banda Green Day, faz referência ao personagem Holden Caulfield em cinco álbuns da banda.  
A curiosidade macabra fica por conta de Mark Chapman, o assassino de John Lennon, perguntado porque ele assassinara o músico, Mark respondeu: "Leia O Apanhador no Campo de Centeio e você descobrirá porque o fiz. Esse livro é meu argumento". 

Como dizem por aí: O Apanhador no Campo de Centeio inventou uma geração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^