OK, isso é velho, mas eu só li agora e achei interessante.
É algo que de vez em quando converso com minha mãe, que foi jovem nos anos 60 e sempre me conta como aqueles anos foram revolucionários. 

"Quase mudamos o mundo", diz Lemmy na entrevista abaixo. E isso me toca profundamente, pois aqueles jovens tinham a esperança, a iniciativa, tinham sonhos. Hoje esse tipo de esperança se perdeu e todos vivemos meio que num conformismo há algumas gerações.
Eu não sou fã dos Beatles, mas bem, com uma mãe roqueira é meio impossível não ter crescido ouvindo-os. Mas eu não tinha essa visão dos Beatles vista sob o ângulo de um jovem inglês como Lemmy. Achei bem interessante.

Em entrevista à Classic Rock, Lemmy Kilmister comentou a importância dos Beatles  em sua formação musical.
Qual sua década favorita?
Provavelmente os 1960s, pois quase não haviam regras e a heroína não tinha aparecido, então as pessoas não morriam. Era uma vibração incrível, quase mudamos o mundo. Os 1970s foram bons também. Tive sorte de estar no lugar certo na hora certa.

Você chegou a conhecer algum dos Beatles?
Cumprimentei George e Ringo, mas não acho que eles lembrariam de mim.

Eles influenciaram o Motörhead?
Os Beatles influenciaram todo mundo. Mudaram o jeito de se ver as coisas. É preciso compreender a incrível explosão que eles foram. Você precisaria estar lá, mas tentarei contar. Eles foram a primeira banda a não ter um vocalista principal. Foram os primeiros a escrever as próprias músicas na Grã-Bretanha. Antes os grupos apenas regravavam canções de artistas norte-americanos. Todos cantavam ao mesmo tempo e as harmonias eram ótimas. Os Beatles faziam as coisas de acordo com suas próprias cabeças. Os jornais ingleses dedicavam uma página inteira só contando o que eles tinham feito no dia anterior. Quando George morreu, os guardas do Palácio de Buckingham tocaram um medley de suas canções. Esse tipo de coisa nunca acontece. 


Deixe um comentário

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^