Cada dia que passa, embora haja informação em todo lugar, percebo que ainda é muito forte o preconceito com os alternativos e com quem não tem a beleza padrão ou não faz o que tá na onda do momento.
Esse preconceito vem de todo lado, seja de um empresário, de uma pessoa letrada, de um popular, mas o que tem me chocado mesmo é quando esse preconceito vem de pessoas que são ou trabalham com o próprio meio alternativo.

Pode parecer bizarro mas às vezes tenho a impressão que a cena alternativa está cada vez mais preconceituosa. Se você não tem o look x - que tá na moda - e se você não faz look do dia divosamente no padrãozinho do momento, se não tem o cabelo tal e uma tatuagem maneira, você fica pra depois.
Estilo próprio pra quê né? Não vende! E não vende por um motivo muito simples: é próprio!

A gente pode vender uma roupa num publipost, pode vender um estilo de vida, pode vender um look que todos desejarão. Mas ética e integridade é algo que não dá pra vender. Isso nos pertence. Assim como meu estilo, comercial ou não, me pertence!

Minhas fotos da semana: 1. Não sou a beleza padrão, meu nariz grande é o diferencial de meu rosto, o que faz as pessoas dizerem que "tenho uma beleza exótica", seja lá o que isso signifique. 2. Poste numa rua da cidade "desculpa amiga, nada pessoal", pessoas hoje se ofendem muito fácil. Acham que tudo é pessoal, até mesmo o que não é. 3. "Viva a Sociedade Alternativa!" (juro que não fui eu quem pichei!!) fiquei feliz ao ver essa "arte" numa rua de Taubaté e 4. Estilo "próprio" é "meu" e ponto!



Em tempos de dinheiro em primeiro lugar e respeito em último, dizem nas entrelinhas que a gente não é tão "interessante" assim, deixa pra depois, volta amanhã... a outra pessoa é mais legal. E mais linda. Como se além de tudo, você tivesse a obrigação de ter nascido linda também.

Que em nossa sociedade, inteligência, boas e inovadoras ideias não são tão valorizadas quanto ser bonita e fotogênica.  
Não penso como estas pessoas. E outra coisa: acho, como uma feminista em formação, que toda a mulher tem o direito de ser feia, exótica, fora do padrão corporal e ser respeitada por isso, ser valorizada por isso e cá entre nós... as mulheres assim, que não são padrão, acabam desenvolvendo inteligência e sagacidade porque não tem a beleza pra se apoiar como muleta.

E aí, a gente reclama tanto das pessoas "normais" e quando vê, os próprios "alternativos" estão reproduzindo hábitos que dizem repudiar. Porque este tipo de comportamento, independe de ser "alternativo", é uma questão de caráter!
E caráter amigos, também não se compra.


10 Comentários

  1. Olha que como são as coisas!
    Comentei lá no MdSubculturas sobre o estilo de Brooke Candy, sem nem ter lido este post. E meu pensamento se assemelha ao seu. Li aqui no seu blog sobre identificação estética e ele me deu muito o que pensar.
    Eu tenho verdadeiro pavor de rótulos. Infelizmente, eles estão por aí, e até no cenário alternativo. Ai de quem se dizer gótico e gostar de franja pin up! Morte a Sweet Lolita que ouve Heavy Metal e compra roupas de tamanho adulto! Rock e roupa branca, é de matar, mesmo usando num contexto pessoal! Ah pára né?
    Rótulos são o que mais os adeptos da moda alternativa querem derrubar!
    Não há nada de errado em seguir o modus operanti de uma certa tribo, se você se identifica. Quem é punk não usa coisas doces, por exemplo. Faz parte da identificação daquele grupo. Mas matar o toque pessoal da pessoa, sua individualidade, é fazer a "bovinação" do grupo, transformar em pessoas todas iguais. Acho péssimo.
    Acho que vc está certíssima. Dane-se quem não gostar.
    E em tempo: acho seu cabelo e rosto super bonitos, justamente por serem diferentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rotulagem é um tema super polêmico. E como pesquisadora, às vezes eles são inevitáveis. Numa era onde cada vez mais se valoriza a individualidade, eles incomodam sim, mas não devemos nos prender à ele ou à falta dele.
      Acho que temos idades próximas e uma de minhas principais dificuldades quando eu tinha 16,17 anos era gostar de metal mas ao mesmo tempo gostar de coisas mais "chiques". Meninas do metal não usavam salto nem renda naquela época, e eu usava e era super mal vista. Mas aquilo era o meu toque pessoal sabe?? Ainda bem que o mundo deu uma mudada e hoje se permite mais estas "misturas" ;)
      Ah obrigada! Realmente muitas pessoas falam do meu rosto, mas é porque tenho um rosto quadrado e narizão mesmo kkkk que contrasta com um visual mais "boneca" que às vezes curto usar ^^

      Excluir
  2. Ah aproveitando que os comentários são moderados, gostaria de colocar aqui o link de um blog que estou criando:http://corpgoticaltda.blogspot.com.br/
    É recente, mas já estou trabalhando bastante nele. É sobre moda gótica mais madura, para ambientes mais conservadores. Um protótipo do "Sophistique noir", mas 90% menos impactante hehehe
    Muito me alegraria se você puder dar uma olhada. Ainda não coloquei fotos minhas, pois tenho um detalhe a trabalhar (minha deficiencia fisica). Mas pretendo faze-lo o mais breve possivel.
    Não precisa publicar este comentário, se não achar apropriado, ok?
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo Vívien! Acabei aprovando o comentário até mesmo pra divulgar seu blog. Acho que falta um "sophistique noir" por aqui mas com cara de Brasil =)
      Me diga... você tem deficiência física? Se tiver, preciso urgente conversar com você, me manda outra comentário com seu email ;)

      Excluir
  3. Falou bem e de forma objetiva sobre a ditadura dos padrões de beleza...
    E concordo que na maioria das vezes, as pessoas dotadas de beleza a utilizam como muletas..
    Uma pena que isso acaba com o tempo, né? E o resto como fica?

    ;)

    Hell

    www.faroestemanolo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O resto fica atrofiado... porque se usar só da beleza sem desenvolver o resto, atrofia. Seja o cérebro ou seja uma habilidade que você deixou de desenvolver ou se dedicar! =/

      Excluir
  4. Adorei teu post, sinceramente concordo muito com o que tu disse. Sabe que, até hoje minha família não se acostumou com meu estilo e sempre surge algum comentário do tipo 'pra que te estragar pintando o cabelo e alargando as orelhas?' e sempre usam comparações a todas as pessoas 'normais' dizendo que devo ser 'bonita' como elas. Isso irrita pra caramba! Estilo pessoal é tudo pra mim e, na minha humilde opinião, essas pessoas 'normais' e 'bonitas' são apenas todas iguais, não pensam por elas e passam despercebidas.
    http://gabandroses.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tipo de coisa que não entendo é familiares podando o comportamento de quando se é jovem/adolescente que é a melhor época pra experimentar estéticas diferenciadas.
      Claro que modificação corporal é algo mais sério e deve ser bem pensado.
      Ninguém deveria ter a obrigação de ser bonito e usar o que todo mundo usa, como você disse, é bem chato andar na rua e ver um monte de gente igual ;)

      Excluir
  5. Eu estava me sentindo assim nesses tempos,vendo pelo próprio blog!Quando deixei de ter cabelo colorido as visitas diminuíram,depois que cortei então...já me senti muitas vezes sugada e depois jogada fora!Não vou me vestir trevosamente toda vez que saio, porque não sou assim,gosto de passar aquilo que realmente sou!É engraçado quando você aparece em um rolê montado do jeito que gosta, e não é o jeito que todo mundo do rolê ostenta,as pessoas de olham torto e até ficam maldizendo coisas inventadas de você!Já ouvi muito esse "beleza exótica",até que eu tinha beleza "padrão europeu" toda vez que lembro dessa última eu me acabo de rir.Já falaram se eu não colocaria silicone ou faria academia pra ficar mais gostosa ¬¬,quando eu morava perto de uma avenida,eu ia caminhar com meus cachorros porque morando no sul eu andava muito de ônibus e fiquei sedentária,observando as pessoas vi como o número de pessoas caminhando nessa mesma avenida aumentou ou pessoas indo para academia aderir um padrão e não melhora da saúde.Porque muitas dessas o fazem sem acompanhamento médico,não vejo sentido!Porque moldar o corpo,sem fazer o mesmo com a mente, é algo fora do sentido natural das coisas na minha humilde opinião,já que um é ligado ao outro.
    As pessoas acham que ser alternativo é vestir uma roupa de loja x e usar cor de cabelo tal,mas esquecem que ser alternativo é viver da forma que achar melhor,vestir o que bem entender não ligando para esteriótipos, e levando a filosofia de vida que lhe cabe bem e lhe trás conforto!Vejo muita gente igual,com as mesmas tatuagens,mesmos cortes de cabelo,mesmos trejeitos!Eu ainda não fiz a minha tatuagem,porque pra mim é mais do que uma tatuagem...meu corpo é uma extensão da minha pessoa, e essas pessoas que apenas adornam um visual,são a extensão do que?Eu não sei...
    O engraçado que realmente beleza vem de dentro pra fora,fui entender isso quando me aceitei da forma que sou,a sorrir e perceber que algumas pessoas me admiravam e que eu não precisava ceder aos moldes dos outros! ;)
    Como diz minha velha: Dinheiro não é tudo,você morre e fica ai,o que importa mesmo é morrer e ser lembrando de uma forma legal,se você só tem dinheiro,você só vai ser lembrado como alguém mesquinho-As pessoas hoje em dia,acham que com grana compra-se tudo,incluindo a integridade dos outros.Minha criatividade,estilo,identidade e integridade não se vende,é meu e ninguém tasca!

    Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, parece que se você não tá seguindo a onda do momento, te descartam.
      Pra mim, é tremenda falta de personalidade e indecisão né? Afinal, segue a pessoa porque tem "estética" ou porque se identifica com a personalidade/idéias??
      Como você bem disse, as pessoas precisam mudar a mente!
      Eu só comecei a me sentir bem com meu corpo quando fui buscar referências em outras épocas, mentalidades e até mesmo fora da cena alternativa! Porque o comportamento de rebanho tem "seduzido" cada vez mais as pessoas, que estão com necessidade de "pertencer" ou de "babar ovo" em alguém pra ter atenção.
      E uma pena que nossas resistentes blogueiras alternativas que não seguem esse padrãozinho estejam desmotivadas, chega uma hora de fraqueza acaba nos afetando, mas não dá pra desistir. :)
      Obrigada, Bjs!

      Excluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^