Sete razões pelas quais bloggar para uma audiência menor é ...Incrível!!

Me deparei com esse artigo outro dia e resolvi traduzir Eu tenho o MdS, que é um blog maior (dentro do nicho) e esse bloguinho pessoal aqui! E sei o como é ter de lidar com acessos grandes e acessos pequenos e como vocês já devem ter percebido, me expresso bem mais livremente e abertamente nesse blog aqui, que poucos conhecem.

Então, esse é o link do artigo original e a seguir a tradução - só que eu dei uma resumidinha nos tópicos e acrescentei opiniões pessoais em destaque, ok?

Parece ótimo ter um blog com um grande número de seguidores. Fama na internet tem suas vantagens, sem dúvida. Sucesso. Fãs. Adoradores. Dinheiro.
Mas isso é tudo?

1. Foco na qualidade e não quantidade
A maioria dos grandes sites blogam todos os dias, às vezes várias vezes por dia. Mas postar várias vezes ao dia, ou até mesmo todos os dias pode ser esmagador para leitores de um pequeno blog. Concentrar-se em alguns posts de alta qualidade por semana permite que você coloque algumas coisas interessantes em seus posts, entregando seus leitores conteúdo rico e instigante.

Minha opinião: Quando comecei o MdS eu estava tão empolgada que postava várias vezes ao dia. Até que um dia, meses depois, uma leitora comentou "pôxa você posta bastante, adoro, mas não consigo acompanhar tudo". A partir daí percebi que os leitores tem vida e não seguem só 10 ou 11 blogs, seguem centenas!! Eu mesma sigo uns mil. E cá entre nós, na correria do dia a dia eu mal consigo acompanhar meus blogs favoritos que postam 1 ou 2x por semana, imagina blogs que postam todos os dias?? E imagine isso multiplicado pelas centenas de blogs que sigo! Só pra ler as atualizações eu ficaria um dia inteiro na web. Então, acabei adotando pro MdS o esquema de postar menos vezes por semana, espaçadamente (ex: 2 ou 3x por semana) e em artigos que ficaram muito grandes, posto só 1x na semana pro leitor poder ter a semana toda pra ler o post-bíblia.



2. Menos Trolls
Uma das desvantagens de ter um blog popular é que todos, especialmente as pessoas loucas, sabem que existe seu site. Quanto maior o perfil de um pessoa ou uma marca, mais aberto precisa ser às críticas. Às vezes justificadas, às vezes não. Mas isso não muda o fato de que a maioria dos sites populares tem de lidar com comentários destrutivos, algo que os sites menores não têm de lidar com tanta frequência. 

Minha opinião: A página do MdS no facebook tem muitas curtidas, é bem comum aparecer uns bonitos lá zuando o post ou mal interpretando algo que escrevi. Aqui no Diva, este mini blog... xi... acho que nunca li um comentário destrutivo sequer! Então sim, acredito que quanto mais gente chega seu site, mais porcentagens de trolls aparecem!


3. Comunidade Entusiasmada
Blogueiros que começam em torno da mesma época tendem a crescer juntos. Eu ainda tenho amizade com a maioria dos blogueiros que eu conheci quando eu comecei. Você começa a conhecer todos ao seu redor.

Minha opinião: Na época que comecei, em 2009, existiam alguns blogs bem legais e a gente trocava links e comentários, mas infelizmente boa parte das meninas parou de blogar até 2011. Poucas continuaram. E aí eu fiquei meio no vácuo até que mais recentemente, as meninas mais novas que eu, de outra geração reavivaram a blogsfera alternativa brasileira e sim, dá pra concordar que cresce-se juntas, pois uma comentando no blog da outra faz os leitores conhecerem novos blogs e até mesmo os grupos de blogagem coletiva fazem esse trabalho de divulgação e crescimento em conjunto.



4. Mais liberdade para experimentar conteúdo
Se você for num blog popular e eles fizeram algo diferente, todos os leitores dirão "WTF? Este é um blog MODA, NÃO É UM ____________. " Bem, isso é porque os blogs populares normalmente têm uma fórmula de conteúdo que o fez popular em primeiro lugar. O público torna-se dedicado e muito ligado a essa fórmula, e é difícil sair dela sem sentir a raiva da mudança.

Minha opinião:  Também concordo, novamente usando o MdS como exemplo: tenho plena consciência que o blog cresceu pelo conteúdo específico que oferece. Eu não me sinto confortável em chegar lá hoje e escrever um post pessoal sobre as curiosidades de um templo tibetano. Não se encaixa no perfil. Mas me sinto muuuito mais à vontade pra escrever sobre esse templo aqui, no Diva. Um blog bem menor e mais pessoal.




5. Mais tempo para focar na vida real
Bloggers na missão de se tornarem as melhores, muitas vezes ficam coladas aos seus computadores, escrevendo (ou fazendo vídeos), twittando, fazendo networking, trabalhando contra o relógio. Então, você precisa criar banco de horas pra passar um tempo com os entes queridos. 

Minha opinião: Um blog maior toma mais tempo de você sim! Além de ter que atualizar redes sociais, também precisa de um tempo editando postagens de forma que elas fiquem dentro da qualidade esperada. Fora responder emails diários e negociar com as empresas parceiras. Com um blog pequeno, você tem bem mais tempo pra cuidar de sua vida e se dedicar às pessoas que ama. 


6. Os leitores te identificam como um "igual"
Eu uso a palavra "igual" por falta de uma palavra melhor. Eu sempre fui mais ou menos a mesma pessoa. Meus sites têm seus altos e baixos. Mas, num blog grande, as pessoas  podem pensar que há uma equipe de 20 pessoas ou algo assim. 

Minha opinião: Nesse tópico a autora fala que muitos leitores pensam que ela tem uma equipe já que o blog dela é grande, mas ela administra sozinha fora uma ou outra colaboração. Acho que entendi o que ela quis dizer... em blogs pequenos, os leitores te veem "num mesmo nível" que eles, como um amigo, talvez? Coisa que em blogs grandes meio que se cria uma barreira entre o leitor e o autor, uma distância.


7. É seguro bloggar de forma franca
Minha razão favorita de bloggar para um público menor é que eu me sinto mais segura para falar sobre as coisas que são reais na minha vida. Eu poderia falar sobre a minha batalha com depressão ou como o meu estilo mudou e não para melhor. Com um público menor, é possível ser mais sincero, porque 1. há menos trolls e 2. porque seu público vai, provavelmente, ler o seu blog como se estivesse ouvindo uma amiga. Aquela conversa franca? Isso é o que fez o blog interessante (para mim), em primeiro lugar.


Minha opinião: O que seriam dos pequenos blogs pessoais sem os desabafos?? Todo mundo escreve "ai desculpa pelo desabafo". Se desculpar pelo quê??? É sinceridade que nóis qué! É vida reaul! Se você não pode se expressar plenamente em seu espaço, tem algo errado. E não à toa, os posts sobre nossas sinceridades sempre atraem visitas e comentários, pois as pessoas se identificam com o mesmo dilema que você e te percebem como uma amiga que abre os sentimentos.


E vocês, o que acharam das dicas da autora do artigo? Concordam?

25 comentários:

  1. :) Eu concordo com muitas coisas, comecei a escrever um blog para compartilhar minha opinião e colocar assuntos do meu interesse por aí e apesar de não ter acesso algum rsrs eu gosto de divulgar coisas que eu acho legal lá.
    Quando busco blogs, gosto de ver realmente isso: opinião sobre as coisas, criatividade underground rs, bandas que ainda não estão na mídia e coisas assim. Não é atoa que me identifico mais com o Diva do que com o Mds. :)
    Abraço jovem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jehssy, acesso vem com o tempo. Quando comecei era meio que o contrário... eu tinha acessos (dentro do que eu considerava um bom número pra iniciantes, tipo 50 visualizações de um post) mas ninguém comentava e isso me frustrava. Depois entendi que comentário é o "de menos", porque as pessoas não interagem muito mesmo, e que o MAIS importante é se expressar!
      Tempo ao tempo, sempre! E as coisas vem!
      Bjs!!

      Excluir
  2. Muito bom o artigo, acho maravilhoso ter um blog em que possa simplesmente ser eu mesma, não consigo ficar presa em um padrão. Amo as poucas leitoas que tenho e espero continuar sendo assim mesmo se o blog crescer. Acho triste meninas que deixam de ser originais e ficam seguindo uma mesmice da blogosfera achando que vão ficar famosas e ricas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um espaço só seu não tem preço. Essas meninas se iludem, na minha singela opinião. Imagina usar um blog pra querer ser famosa e rica sendo que há outras formas pra isso. A fama pela fama é para poucos e mesmo assim é preciso ter um certo "perfil" e eu não me encaixaria no perfil exigido...

      Excluir
  3. Nossa, concordo plenamente!
    Não que eu tenha blogado pra muita gente já, mas é que faz tudo muito sentido. E como eu meio que sei um pouco de publicidade, entendo que quanto maior se torna uma marca, mais trabalho ela tem pra manter a fidelidade dos seus clientes, no caso do blog, seus leitores. Uma vez que a blogueira resolve transformar o blog no seu ganha pão, já que ta dando certo, mais trabalho e menos tempo ela terá. E mais limitada ela será também, já que pessoas que seguem esses blogs grandes querem é novidades e não desabafos.
    Eu sou iniciante no meio ainda, não sei se um dia vou blogar pra muita gente, mas uma coisa eu sei, essa coisa de blogar pra menos gente e conseguir se sentir mais próxima das pessoas através de um post é muito bacana! ^^
    Adorei esse texto!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tem-se mais trabalho e no caso do profissionalismo, tem que se adequar às exigências do "cliente" ou "chefe" em alguns casos. Transformar no ganha pão é realmente a minoria sabe? Pra isso, é preciso ser "abraçada" por um sistema e estar disposta a fazer mudanças em seu blog.
      Às vezes menos é mais mesmo ;D

      Excluir
    2. Obrigada Jehssy_77! *----*

      Exatamente! Acaba que entra meio pro padrão. E super te limita. Ter um espaço pra chamar de seu, na minha opinião, é muito melhor do que ter um espaço pra chamar dos anunciantes... rs

      Excluir
  4. Concordo totalemente! Eu acompanho um blog, hoje famoso, que quando conheci começava a despontar. Ele mudou o jeito de ser, para alcançar a audiência maior e cumprir contratos de publi. Perdeu algo neste processo. Deixou de ser pessoal, focado em manter seu verdadeiro espírito. Ainda acompanho, até pq fiquei amiga da blogueira que cuida dele, mas cada vez que entro me decepciono!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa fiquei curiosa sobre que blog é, adoraria checar os artigos antigos e comparar com os atuais :P
      Mas quando envolve amizade aí é diferente né? Pq você sabe como a pessoal é "realmente" e como ela se apresenta pro público no blog...

      Excluir
  5. Acho que é por isso que muitas vezes repenso em algumas coisas a fazer com meu blog. Hoje estou muito mais confortável com o conteúdo que publico e com as pessoas que comentam - pois elas comentam de verdade, leem o conteúdo e só por isso me deixa feliz.

    Teve uma época que desandei a divulgar meu blog em n grupos de divulgação, para ter mais números, porém não tive leitores e aí perdi a identidade e ganhei comentários de spam "seguindo? segue de volta" hahaha.

    Enfim, adorei o artigo, obrigada pela tradução rsrs. Beijo.

    http://omeunaoincrivelmundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois tente sempre publicar o que te vier à cabeça. O que acha interessante mostrar de si, se expressar. As pessoas vem por identificação. Por isso nem sempre divulgação de blogs é algo positivo pois atrai pessoas pra fazer números e não para interagir.
      De nada, bjs!

      Excluir
  6. Ah! Eu adoro escrever no meu bloguinho pequeno, e também, ler blogs menores! <3
    Tem uma amiga chata minha que fica dizendo que eu deveria profissionalizar ele, que levo jeito e mimimi, mas a questão é: eu não levo jeito. Eu tenho habilidade de escrever coisas que me interessam, e que fazem parte do meu cotidiano, portanto, gosto de levar um bloguinho como diario pessoal. Fora isso, ocuparia meu tempo com algo que não me completaria.

    Ótimo post, já tinha visto a publicação original há alguns meses atras e gostado bastante!
    Ps: mesmo aqui seu publico é bem alto, sua diva! Vc merece!
    Beijos

    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaque, você que tem que ver se tem paciência e disposição pra profissionalizar. Porque querendo ou não isso trará mudanças fortes à seu blog.
      A questão é que como a gente é alternativa é um pouco mais "fácil" já que lojas alternativas são mais focadas em público alvo do que em números. Mas se você fechar com marcas não alternativas aí já é algo que você deve pensar se quer isso mesmo, se quer, vá em frente. ;)
      Obrigada ^^
      Bjs

      Excluir
  7. Adorei o post! Realmente faz muito sentido tudo que você falou...
    Eu blogo faz tempo, mas só agora que comecei a ter algum retorno, e estou muito feliz. Acho que o importante não é a quantidade de seguidores, e sim saber que temos leitores que sempre passam por nossos posts e deixam seu amor pra nós <3
    Beijos!

    http://sabado-chuvoso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre demora um tempinho mesmo até "saberem que a gente existe" rsrsrs!
      Deixar amor... o mais importante! :D
      Bjss

      Excluir
  8. concordo totalmente,acho q essa amizade e carinho é muito importante,são amigas mesmo que fazemos,o blog acaba sendo uma sala onde sentamos pra conversa,se apoiar e se divertir.
    quando um blog se torna profissional acaba tendo q seguir certos padrões e formas de agir,e fica tudo muito igual,muito dentro dos 'padrões' ou seja chato,tudo igual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, fiz muitas amigas neste caminho bloguístico!!
      Blog profissional tem que seguir regrinhas, alcançar metas, ter horas marcadas...
      Nada como conversas de comadres na web! D
      bjss

      Excluir
  9. A número 4 falou diretamente comigo. Vc conhece meu blog desde a época q ele era em inglês e viu como mudei as coisas lá. Depois que parei de falar de "futilidades" notei uma queda de visitas, comentários, curtidas... Houve uma rejeição pela mudança de conteúdo, pequena, mas perceptível. E olha que meu blog tá longe de ser "grande".
    Eu gostei da mudança, mas as vezes dá uma sensação de que "fiz a escolha errada" por ver o menor retorno.
    Acredito que vou precisar conquistar novos leitores, que se interessem pelo tipo de coisa que eu falo agora.
    bjux!

    www.pedrasdalua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enoá, eu gosto do seu blog de todas as formas que teve, desde o formato em inglês até o modelo atual. Acho que o espaço pode ter todas as suas facetas, da fútil à mais sofisticada. Uma hora você encontra o caminho. Como você mora na Noruega, você pode até mesmo falar das diferenças culturais, o que tem pra fazer, o que não tem, sobre sua adaptação ao clima, das curiosidades da escandinávia, aqui no Brasil, tem muita gente viajando pra essa região e suas infos podem ser úteis aos turistas. Enfim, acho que você pode criar um blog diverso e super interessante! :)

      Excluir
    2. Obrigada, Sana! :3 Já pensei em falar um pouco daqui, não é uma má ideia!

      Excluir
  10. Como leitora de blogs pequenos, eu realmente prefiro, até por que eu leio por causa da impressão de "eu que fiz e essa sou eu" q eles passam. Blogs grandes acabam se tornando genéricos, pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hmmm eu gosto também desse lance do "essa sou eu", mais próximo da realidade mesmo. Sem muita "glamourização" ;)

      Excluir
  11. Adorei o texto!E já provei os outro lado da moeda ( a fama ) entre 2005/2007, e confesso que fui perdendo a minha liberdade aos poucos,não podendo me expressar da forma que bem quero e parando até em outros sites que ridicularizavam pessoas.Não tenho saudades, e fora que com o Mädchen administro meu tempo da melhor forma,pois há vida lá fora também.

    Algumas pessoas conhecem blogs,vendo os comentários em outros blogs e por curiosidade e identificação vão visitar, e ficam.Acho que já falei que cheguei até aqui,pois estava procurando moldes de saias godê?Cai em um post que você estava ruiva e me parecia estar em uma viagem, e era uma saia com estampa (não lembro qual era),e lá se vai uns 3 anos (pra mais).

    Depois que recomecei com o conteúdo,me sinto mais segura e livre para me expressar,algo que se eu não possuir me deixa frustrada.Blogo desde 2001 e me sinto feliz por isso,é gratificante e encontrei muitas amizades (até na gringa) com pessoas que se identificaram com o que eu escrevia e essa ponte é muito legal e não há popularidade e dinheiro que substitua algo tão simples!

    Concordo sem tirar nem por com o artigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há vida lá fora também! Muito bem!! :D
      Puxa eu acho que sei qual post é esse que vc fala kkkkk
      Mas o post da viagem... fiquei pensando.. será que é esse?? http://diva-alternativa.blogspot.com.br/2012/05/e-outono.html

      Excluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^