Publicidade em Blogs Alternativos - Como Começar?

Existem pessoas que gostam de blogs mais pessoais e intimistas, mas e quem quer colocar publicidade em seus blogs, quais as dicas?

Lembre-se: se seu blog é alternativo, NUNCA se compare com blogs mais mainstream! O alternativo tem diversos nichos, cabe a você decidir seu nicho e confiar na sua capacidade. Mas as "técnicas" de publicidade podem ser as mesmas usadas no mainstream.
Um ponto a se observar é que algumas meninas alternativas que tem muitos fãs ou blogs muito acessados, flertam com o lifestyle, comércio e padrão de beleza mainstream, por isso elas conseguem muitos seguidores. Mas se você não se identifica com isso, se o mainstream não te atrai, mantenha-se fiel aos seus valores pra criar credibilidade no seu nicho. Você terá seu público, eles irão reconhecer que você é autêntica.


Para tornar seu blog com mais potencial comercial, você:
Precisa redirecionar seu conteúdo. 

O que quero dizer com isso?? Que você PRECISA decidir qual será o assunto foco de seu blog.

Vou dar meu exemplo pessoal aqui:
Em outubro de 2009 criei o blog Moda de Subculturas pra falar sobre... subculturas. 
"Subculturas" - é o assunto foco do blog. Ou seja, todo o resto do conteúdo é diretamente ligado às subculturas.
Ok.
Só quem em janeiro de 2010 - 3 meses depois da criação do MdS - eu queria falar de coisas pessoais mas que não cabiam no MdS. Foi aí que criei o Diva Alternativa.

Por ser de nicho, o Moda de Subculturas tem seu público e é mais fácil eu formar uma estratégia de publicidade nele. Enquanto que o Diva Alternativa, por conter assuntos "aleatórios" tem como nicho o público que lê e se identifica ou seja, pessoas possivelmente emelhantes  a mim
Existem blogs pessoais que o foco é a "vida da pessoa" e, pra esses blogs terem publicidade, a vida/imagem dessa pessoa tem que ser vendável.

Acho o MdS um blog "vendável", porque engloba assuntos de entretenimento, cultura e informação, um bom local pra colocar links de empresas interessadas no público que gosta das subculturas, tribos de estilo e moda alternativa.


Então: 
- escolha seu nicho (no Moda de Subculturas meu nicho são as subculturas do Rock porque eu sou fã de Rock);
- escolha seu assunto principal: algo que você é apaixonada, que gosta de falar sobre o tempo todo e que não perde o interesse. Pode ser algo que você é realmente boa em pesquisar, analisar, pode ser uma de suas competências profissionais, algo que você não cansa (no Moda de Subculturas, eu falo de um tema que amo, tenho curiosidade, nunca me cansa e sempre me inspira).
- Se for um tema com "pouca concorrência" de blogs, melhor ainda (quando criei o MdS nenhum blog nacional falava da influência das subculturas na moda mainstream, esse foi o "gancho" que o tornava diferente dos outros blogs); 
- Procure conteúdo semelhante na web e analise, veja o que falta ou o que não está tão bem feito ou explorado e seja a pessoa que vai oferecer isso (eu procurava informações sobre subculturas e o que eu encontrava não me satisfazia, então decidi que eu seria a pessoa que ofereceria aquele conteúdo que eu procurava e pra isso, tive que aprender a pesquisar nas fontes certas e me dedicar à escrita. Isso fez com que as pessoas passassem a indicar o blog e assim ele foi crescendo).


 AMO estudar e aprender sobre subculturas do Rock, nunca me canso
por mais que os anos passem ou que "saia de moda".


Hoje está em alta falar de maquiagem. Você ama maquiagem? Ótimo. Mas já pensou se um dia isso passa? Por isso é necessário a paixão pelo que se escreve, porque independente de um assunto estar na moda ou não, você continuará firme. Sua motivação será  seu amor pelo tema. 

Você gosta de blush? Que tal um blog de maquiagem com foco no blush, desde sua história à dicas de uso e marcas?
Você é alérgica à alguns produtos? Que tal dicas de maquiagens hipoalergênicas?
É índia, negra, muito pálida: maquiagens e cores que ficam boas no tom de sua pele. Pra isso, um estudo sobre cores, um estudo sobre marcas rolará como assuntos interligados... 
É vegana? Idem!
E assim vai...
Com certeza TEM um assunto que você ama e que faz seu coração bater! Pode ser um escritor, um tipo de literatura, seus filhos, seus animais, suas ideologias, suas crenças, música...

Definido seu nicho, defina seu tema foco (todos os outros girarão em torno dele).  
 
Menos postagens "aleatórias" - foque em segmentos que gosta e produza um conteúdo autoral com qualidade. Se o conteúdo for original e se você tiver algo de "diferente" a oferecer, melhor ainda. Pra quem faz look, o fundamental é definir seu estilo baseado em seu gosto próprio, não sendo necessário "seguir tendências alternativas" e nem "modismos alternativos". Quanto mais autêntica você for, mais interessante se torna aos olhos do público.
Notou que algumas meninas que se destacam na web com seus looks seguem um estilo bem pessoal e não necessariamente modista?
Como descobrir  seu estilo próprio? Com autoconhecimento. Às vezes você curte looks que outras pessoas não gostam, mas e daí? Você gosta e é isso que importa.
Se o foco do seu blog é seu lifestyle ou suas opiniões, escreva bons textos, de forma clara e direta, atraia o leitor para "sua vida". Leia e releia o texto pensando se você se sentiria atraída pela escrita.

Em dúvida? 
Teste o que funciona melhor no seu blog (tipos de post). Veja quais são seus posts com mais views ou com mais comentários e observe, analise o que fez as pessoas se atraírem por aquele post específico que pode vir a se tornar seu nicho ou tema principal.


4 comentários:

  1. Achei o post bem didático,mesmo para quem não quer um blog ''comercial'',afinal muitas meninas estão se perdendo.Sobre o auto-conhecimento é engraçado como pensamos parecido,rascunhei algo ontem onde eu falava sobre o auto-conhecimento para construir o próprio estilo.Espero que esse post não ajude apenas, quem está afim de incluir publi em seus blogs,mas também quem acabou se perdendo.Eu me perdi e isso me ajudou!

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ajudou Marcela! :D
      É até normal se perder nesse mundo virtual cheio de referências e influências e tentativas de ser ou ter o que o outro tem.
      Por isso que aquele momento de tédio, de nada, de solidão, de silêncio, reflexão é necessário. Porque é aí que vamos nos autoconhecendo, é onde vemos o que queremos fazer, o que gostamos, o que nos faz sentir bem. É um processo da vida toda, mas em cada fase da vida temos algo que nos identificamos mais.
      Bjs!

      Excluir
  2. Muito bom o post, ficou bem explicadinho e acho que vai super ajudar quem tá bem perdido nesse início. Mas eu acho que fiquei meio perdida se tratando do meu caso... rs
    Meu blog é pessoal. Eu falo de assuntos aleatórios. Não tenho um nicho específico ou tema principal. Eu não fiz o blog com intuito de torná-lo comercial e sim apenas pra falar de coisas aleatórias que eu gosto. Mas apareceram parcerias. E nesse caso? rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Aí é onde o sapato aperta, porque eu gosto de escrever, e gosto de escrever sobre muitas coisas. D: Eu não sei dizer se essa "salada" afeta positivamente ou negativamente o meu blog, porque de fato, eu faço porque gosto mesmo. Já foi com um pouco de dificuldade que me desafiei na frente das câmeras, agora, vou seguindo... não sei onde vai dar, mas vamo indo, heuhe! Adorei o post, muito esclarecedor como sempre! Obrigada Sana! <3

    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^