Recentemente teve muito vídeo sensacionalista e "em busca de cliques" de alguns youtubers sobre a perda de monetização. "ah vamos falir", "gritos" (não me apetece gente que grita pra se aparecer), caretas (parece ser a regra para ser um youtuber de sucesso hoje) etc. Além do caso da saída de anunciantes, já tem um tempo que o You Tube quer mudar a forma de seus anúncios, quer colocar de 6 segundos e de 20 segundos, SEM a opção de pular. Sim, isso mesmo que você leu. SEM o seu livre arbítrio, sem escolha. Igual na TV... (aquela mesma que eu fujo). Um dos motivos é o sucesso dos vídeos no Facebook (seu principal concorrente no momento). Como digo, é briga de grandes, de empresários e você é só aquele que acreditava em contos de fada e quando se deu conta, te passaram a perna.

Esta situação revela um problema real que poucos youtubers tem falado mas que deveriam: as agências de publicidade. Elas não se preocupam se o seguidor vai clicar ou não naqueles anúncios pois ganham com as impressões. No You Tube, você seleciona as categorias de anúncios mas não sabe quais marcas aparecerão lá no seu vídeo (vai que seja uma marca que você não se relaciona?). Ocorre que você acaba veiculando empresas que podem não ter a ver com o teu canal e pior: nem com seu público! 


Quem vem aqui, com certeza já me viu falando que com a popularização do You Tube, só continua blogando quem realmente ama. E é verdade. No Blogger também é possível ganhar dinheiro através de anúncios, a diferença é que você tem um pouquinho a mais de chance de escolher qual empresa quer divulgar. Eu tendo a escolher empresas que tenho afinidade e odeio anúncio pop up, prefiro os banners. O pop up me dá aquela impressão de anúncio na cara, obrigado, tipo na TV. Sei que anúncios no blog podem ser igualmente chatos pro leitor, mas são necessários pra um blogger assim como são pros youtubers.

É possível tirar troco dos anúncios em blogs, como eu exemplifiquei naquela série sobre Publicidade em Blogs, mas óbvio que no You Tube devido a mais views, ganha-se mais retorno. Muitos bloggers migraram pro You Tube visando a possibilidade de uma monetização maior, de "viver daquilo" e simplesmente largaram seus blogs ou deixaram-nos para segundo plano. Só que tem vlogger que dá truque pra ter mais views, eles tagueiam o vídeo com o assunto que não é verdadeiro ou tagueiam o nome de algum You Tuber famoso. Vamos supor que eu tagueasse "ReeRee Phillips" ou "Lindsay Woods" em meus vídeos. Eles apareceriam numa busca sobre estas meninas e eu ganharia mais views, certo? Sim. E tem quem faz isso, trapaceia (e depois reclamam de corrupção rs).

Isso serve de alerta para as agências: elas precisam urgente modificar seu sistema de anúncios. Precisam selecionar quais canais elas querem aparecer pra ir direto ao público certo! Lembram que falei sobre isso na questão da moda alternativa? De lojas que não se divulgam com as meninas que tem o perfil da marca? Então...

Independente desta saída de anunciantes no You Tube, tem algo que precisamos ter em mente: são grandes empresas, bilionárias, elas querem é faturar, seja em cima do vlogger ou de quem assiste. Não sejamos inocentes. 

E não, não é o fim do You Tube. E se algum Youtuber diz que é o "fim do canal dele", bom... ele já deu a deixa que está lá só pela grana e não porque tem paixão por fazer aquilo. Drama Queens, tentam ganhar sua compaixão e daí você não questiona o que realmente acontece.

Mas e se os rendimentos diminuírem, o que se tira de lição? 
Algo que todo blogger já sabe: Tenha outra forma de ganhar dinheiro.

Mesmo que você ganhe dinheiro do blog, não viva só disto. Tenha um emprego formal, um emprego temporário, um free lancer... Se você tem uma criatividade: lance sua marca, venda coisas, venda seu trabalho, tente ser patrocinado por uma empresa que gosta... O mesmo vale pros youtubers: tenha um plano B e C. Não confie 100% numa grande empresa.
Já notou que tem vários youtubers pedindo financiamento? É você que vai pagar o trabalho deles. Isso mostra como é necessário sempre ter um plano B e C quando se trata de internet. É uma amostra de como não podemos depender 100% destas empresas. Podemos continuar fazendo nossos blogs e nossos vídeos mas sempre buscando a independência! Tendo nossas outras formas de retorno financeiro. Seja você blogger ou vlogger, vá em busca de suas habilidades empreendedoras ou busque - quem diria - formas tradicionais de ganhar dinheiro. Isso sempre funcionou.

Bjs Dyvas!




8 Comentários

  1. Eu sou tão antenada na internet que nem estava sabendo disso, hauha! Assim como você, Sana, eu fujo de televisão. São anuncios forçados... penso o mesmo sobre o Youtube. Acho que o sistema está em crise, pra obrigar tanto as pessoas a comprarem... é um assunto tão mais profundo, que (você sabe como eu me enrolo pra falar e acabo não falando nada em um simples comentário) nem conseguiria expor o que penso aqui em tão poucas linhas... Adorei o texto, arrasou como sempre. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sistema em crise mesmo! E ao invés de drama, os youtubers deveriam estar falando sobre a importância de um bom anúncio direcionado ao público. É algo bem mais profundo mas que seria de grande ajuda pra todos!
      Bjs! ♥

      Excluir
  2. Eu acho tão mais bacana quando a marca entra em contato diretamente com o youtuber e aí a pessoa faz um publi, pra mim é mais honesto e certeiro.

    Como consumidora dessa mídia detesto essas propagandas antes de vídeo no Youtube porque na grande maioria das vezes não tem a ver com o que eu eu vou assistir ou nem mesmo com meus gostos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!! Eu tinha até escrito isso mas acabei acabando o parágrafo que continha este trecho. Acho bem mais sincero um publi feito pelo próprio youtuber do que anúncios nada a ver.

      Excluir
  3. Ai Sana, eu ainda não me relaciono bem com o YouTube por isso: gente que faz vídeo trollando pra se aparecer, notícias falsas, etc. Gente que só quer ganhar views, só quer ter dinheiro. Nossa, e tem mil coisas mais que me irritam, como youtubers sendo ~astro de cinema~ ou ~escritor de livros~. Não consigo entender essa fixação, e acabo me sentindo muito melhor blogando do que gravando vídeos. Blogar te conecta com quem lê, sabe? Saem coisas em um post que provavelmente eu não saberia explicar olhando para uma câmera. Eu gosto muito das tuas reflexões, me fazem ficar refletindo sobre os assuntos também! UAHUAHUAHUAH
    Um beijo grande pra ti, e realmente, blogar é por amor mesmo! UHAUHAUAH
    Até mais!

    wwww.vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tem tanta gente boa que escreve e não consegue ter livro publicado, né?
      Acredito que a fala é algo mais "vulgar" (no sentido de comum, corriqueiro) e ela deixa escapar algumas profundidades que só com a escrita a gente consegue. Por exemplo, uma pessoa falando corretamente e de forma rebuscada num vídeo soa superficial, mas num blog, o escrito soa sofisticado. :)

      Excluir
  4. Não consigo entender quem entra no youtube achando que vai ficar rico facilmente, dá um trabalho do cão ter que gravar/editar vídeos, e pagam TÃO pouco... Eu tenho vontade de rir das pessoas que ficam neuróticas com isso uehuehu é tão mais legal quando se faz por amor!!

    ResponderExcluir
  5. Eu sinceramente acredito que o fato de ter diminuido a monetização tem pelo menos um ponto positivo: ficarão aqueles que gostam do que fazem porque como você disse, aqueles que não se simpatizam com a coisa e estão lá apenas para lucrar irão aos poucos perdendo a vontade de continuar. Na boa, já pensei em criar canal no youtube, mas essa vida de se expor visualmente não é pra mim (até porque não sou boa em me expressar oralmente kkkk) não troco os blogs por nada nesse mundo, amo demais a blogosfera, não a toa estou neste mundo há 9 anos (!).

    Ai Sana amo seus posts! ♥ Que saudade que eu tava daqui, eu to com o novo blog mas pretendo continuar postando no madessy também <3

    Beijos!

    acasadelilith.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^